Aconselhamento Redentivo é Aconselhamento Bíblico

“Ao terminar de escrever o livro, em que expus essa particular perspectiva do aconselhamento bíblico, sequer pensei que alguns leitores do título (!) levantassem objeção ao neologismo redentivo. O título provisório era “Em moção: uma aproximação redentiva ao aconselhamento bíblico”, mas o editor preferiu algo mais breve e direto e, assim, ficou: Aconselhamento redentivo (Cultura Cristã, 2004). Logo nas primeiras páginas, usei de modo não diferenciado os descritivos bíblico e cristão para me referir ao tipo de aconselhamento bíblico que eu esposo. Um aconselhamento bíblico que, portanto, além de noutético, atenta ao drama existencial do ser humano. A qualificação implicada na expressão aconselhamento redentivo não aponta para um tipo de aconselhamento diferente em espécie, mas, sim, para a perspectiva do modelo que considera a obra completa de Cristo — encarnação, vida de obediência à lei, morte, ressurreição e ascensão — como bastante para a totalidade da vida que há de ser e a que é agora, como se segue...”
Se você tem interesse em aconselhamento bíblico e deseja conhecer a perspectiva redentiva, leio o artigo que escrevi exatamente nesse sentido. Acesse o link abaixo.